Maia diz que não vai “misturar” problemas partidários com denúncia contra Temer.

 Um dia depois de afirmar que há uma “grande revolta” na bancada de seu partido ao identificar as “digitais” do governo para levar parlamentares insatisfeitos do PSB para o PMDB, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quinta-feira que não vai “misturar” o problema partidário com a votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. RIO DE JANEIRO (Reuters) – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta quinta-feira um fundo mais enxuto para financiar campanhas eleitorais em 2018 e acha que o mesmo deve ter um porte de no máximo 1 bilhão de reais, num momento de crise fiscal e com as dificuldades de arrecadação do governo.

Fonte: Reuters

Compartilhe este post em
468 ad

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *